RETRATOS (perfis que escrevi)

Um dos meus escritores prediletos, o Paulo Mendes Campos, escreveu que ser brotinho é comparar o amigo do pai a um pincel de barba. E a gente vai ver e o sujeito parece mesmo um pincel de barba. Escrever perfil, acho, é assim: pintar uma imagem da pessoa com quem conversei. Uma cena, uma frase, um jeito do cabelo, a risada de menino, a história que quase na hora de ir embora a pessoa conta e acha que não tem importância. Assim podem surgir os melhores pincéis de barba.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: